Teste do pezinho: saiba a importância para seu bebê

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Você já ouviu falar sobre o teste do pezinho, certo? Mas você sabe o que é esse exame e qual a sua importância?

Fique com a gente e descubra todos os detalhes sobre esse teste tão importante para os bebês. Boa leitura!

O que é o Teste do Pezinho?

O Teste do Pezinho é o nome popular dado ao Teste de Guthrie. Esse teste é um exame laboratorial, feito por meio da coleta de gotas de sangue do calcanhar do bebê.

O calcanhar é o local escolhido por ser uma região com muitos vasos sanguíneos e por isso facilita a coleta. Mas não há porquê se preocupar! O furo quase não causa dor e o sangue é coletado rapidamente. 

Qual a importância do Teste do Pezinho?

Quando as doenças são detectadas dentro de um prazo adequado e o tratamento é iniciado, a chance de não desenvolver sequelas é muito grande.

Isso melhora muito a qualidade de vida dos bebês que têm o diagnóstico confirmado. Por isso o teste do pezinho é considerado tão importante e deve ser realizado por todo bebê.

Assim, devido a sua importância, no dia 6 de junho é comemorado o dia Nacional do Teste do Pezinho. O mês, que ficou conhecido como ‘Junho Lilás’, conta com diversas ações de conscientização sobre o exame.

Através desse teste é possível impedir o desenvolvimento de doenças que podem levar à deficiência intelectual, bem como causar outros prejuízos à qualidade de vida das crianças.

teste do pezinho

Quando realizar o teste?

O teste do pezinho deve ser feito em todo recém-nascido com 3 a 5 dias de vida. Nunca antes de a criança ter no mínimo 48 horas de vida.

Nesse sentido, todos os recém-nascidos devem estar com o resultado do seu teste do pezinho na primeira consulta ao pediatra, que deve acontecer aos 15 dias de vida.

No Brasil, esse teste é um direito de todo bebê. Sendo assim, ele é obrigatório e gratuito, disponibilizado pelo SUS e pelas APAEs.

Para realizar o teste do pezinho é simples! Basta se dirigir à unidade de saúde mais próxima com a declaração de nascido vivo ou certidão de nascimento do recém-nascido e o documento da mãe.

Doenças diagnosticadas no Teste do Pezinho

O teste do pezinho faz um rastreamento por meio do qual é possível  diagnosticar doenças que devem ser detectadas, bem como tratadas, o quanto antes. 

O exame faz parte do Programa Nacional de Triagem Neonatal, um programa de saúde pública que foi implantado em 2001, através da Portaria Ministerial nº 822 do Ministério de Saúde.

Esse programa determina a realização dos testes a fim de que faça o diagnóstico neonatal das seguintes doenças:

Fenilcetonúria

É uma doença genética caracterizada pelo defeito ou ausência da enzima fenilalanina hidroxilase. Quando existe a doença, ocorre um acúmulo de fenilalanina no sangue do paciente.

Deficiência de Biotinidase

Em resumo, é a falta da vitamina biotina no organismo. A deficiência dessa vitamina pode gerar convulsões, fraqueza muscular, lesões de pele e atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

Fibrose cística

É uma doença hereditária caracterizada por doença pulmonar crônica (infecções pulmonares recorrentes), insuficiência pancreática (diarreia e desnutrição), bem como níveis elevados de cloreto de sódio no suor (“suor salgado”).

Hiperplasia adrenal congênita

É um conjunto de alterações genéticas que reduzem a produção de hormônios nas glândulas adrenais. Essas alterações afetam o crescimento normal da criança.

Hipotireoidismo congênito

Ocorre quando a glândula tireoide do recém-nascido não produz as quantidades corretas de hormônios tireoidianos. Em geral, isso resulta em uma redução dos processos metabólicos e retardo mental.

Anemia falciforme e outras hemoglobinopatias

Esta é a doença hereditária mais frequente no Brasil. É uma alteração genética, autossômica recessiva, causada por uma mutação no gene da globina beta da hemoglobina. Em algumas situações, provoca anemia, vaso-oclusão, dor além de lesões de órgãos-alvos.

Importância do acompanhamento com pediatra

Embora seja muito importante, o teste do pezinho não consegue diagnosticar todas as doenças —  não sendo um teste conclusivo.

Dentre estas doenças não detectadas pelo teste e que precisam de intervenção precoce, se destacam os erros inatos do metabolismo, as miopatias, a paralisia cerebral e as síndromes genéticas, por exemplo. 

Por isso é fundamental a consulta com o pediatra, que irá ajudar no diagnósticos dessas outras doenças.

Entendeu o que é o teste do pezinho e a sua importância?

Como colaborar com a continuidade dos testes nas APAEs

Sua ajuda para que esse movimento continue é muito importante e contribuir com esta causa é mais fácil do que você imagina.

Você não precisa ir até a APAE da sua região para causar o bem. Como você já sabe, vivemos uma pandemia e por isso é importante que você fique em casa. 

Em razão disso, nós disponibilizamos uma forma de ajuda segura e 100% online.

Aqui no Causei o Bem, nós captamos doações para que as APAES tenham recursos para realizar os testes do pezinho de forma gratuita em suas unidades. Com a sua contribuição, podemos garantir esse direito fundamental a todos os bebês.

Basta acessar o nosso site, fazer a sua doação e, enfim, Causar o Bem a milhares de bebês por todo o país!

E se você quiser receber nossas dicas para espalhar mais amor e solidariedade, basta clicar aqui e acessar o nosso material gratuito.

Ah, e não esqueça de nos acompanhar também no Facebook e no Instagram. Assim, a gente fica bem pertinho da nossa rede de amigos e colaboradores.

Até mais 😉 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML:

Copyright © 2020. Todos os Direitos Reservados - Causei o Bem