Tecnologia assistiva: a inovação como ferramenta de inclusão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desde que a tecnologia entrou na nossa vida, ela nunca mais saiu. Com recursos tão avançados, era certo que chegaria o momento em que ela poderia contribuir com a vida de pessoas com deficiência. A responsável por isso é a tecnologia assistiva e é sobre ela que vamos falar hoje!

As inovações estão presentes no nosso dia a dia. Celulares, computadores, eletrodomésticos e muitos outros aparelhos surgiram para facilitar algumas atividades do nosso dia a dia. Entretanto, você já pensou em como a tecnologia pode ajudar na inclusão de pessoas com deficiência?

Além de explicar o que é a tecnologia assistiva, também vamos apresentar alguns exemplos que já estão por aí e ajudam diversas pessoas. Vamos lá? Boa leitura!

O que é a Tecnologia Assistiva?

A Lei Brasileira de Inclusão da PCD (Lei nº 13.146/2015) define que a tecnologia assistiva (TA) se encontra em: 

“produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivem promover a funcionalidade, relacionada à atividade e à participação da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, visando à sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social”.

Ou seja, a tecnologia assistiva se refere a todos os recursos e serviços que têm como objetivo facilitar habilidades funcionais de pessoas com deficiência. Isso, ainda, proporciona independência e inclusão.

Dessa forma, é considerado que recursos são todos os equipamentos construídos com essa finalidade. Por outro lado, os serviços dizem respeito a todos os profissionais e técnicas que contribuem no desenvolvimento das pessoas com deficiência.

Onde a TA pode ser aplicada?

Essa tecnologia pode ser desenvolvida em todas as áreas. A TA tem uma gama ampla de possibilidades, pois atinge qualquer situação em que uma PCD precise de algum suporte.

Suas principais áreas de aplicação são a educação, saúde, recursos humanos, engenharia, arquitetura e tecnologia, por exemplo. Além disso, ela pode se apresentar também em diversas outras, inclusive na moda.

Quais as categorias da tecnologia assistiva?

A tecnologia assistiva possui 11 categorias. Elas ajudam a organizar o conhecimento sobre essa área, bem como auxiliam no estudo e elaboração de novos recursos. Dessa forma, as categorias se dividem em:

  1. Auxílios para a vida diária;
  2. CAA (CSA) Comunicação aumentativa (suplementar) e alternativa;
  3. Recursos de acessibilidade ao computador;
  4. Sistemas de controle de ambiente;
  5. Projetos arquitetônicos para acessibilidade;
  6. Órteses e próteses;
  7. Adequação Postural;
  8. Auxílio de mobilidade;
  9. Auxílios para cegos ou com visão subnormal;
  10. Auxílio para surdos ou com déficit auditivo;
  11. Adaptações em veículos.

Quer conhecer exemplos práticos de TA? Olha só!

  • Mouse ocular: ele utiliza os movimentos dos músculos do globo ocular para guiar o cursor do computador. Além disso, o sistema consegue diferenciar movimentos voluntários e involuntários, o que facilita o uso da PcD. Esse equipamento é voltado, em geral, para pessoas tetraplégicas.
  • Hand Talk: um tradutor de Libras que interpreta texto e voz. Essa ferramenta é disponibilizada em formato de aplicativo para celular, por exemplo, e é bastante útil para surdos e ouvintes conseguirem se comunicar.
  • Próteses: são substitutas para membros ausentes. Auxiliam na mobilidade e em funções manuais, por exemplo.

Contudo, essas são só algumas formas de como a tecnologia pode se mostrar a favor da inclusão de pessoas com deficiência. Com mais estudos e desenvolvimento na área, mais inovações vão poder causar o bem na vida de tantas pessoas.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML:

Copyright © 2020. Todos os Direitos Reservados - Causei o Bem